Homem morre e ganha 2 obituários no jornal: um da mulher e outro da amante

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter/@RebeccaForand

    Leroy Bill Black era bastante amado

    Leroy Bill Black era bastante amado

Todos os dias, na maior parte dos jornais do mundo, você encontra pelo menos uma página de pessoas se despedindo de parentes ou amigos queridos que morreram. Mas o jornal The Press of Atlantic City recebeu dois obituários inusitados sobre a mesma pessoa. Um mandado pela mulher e o outro pela amante.

Leroy Black morreu aos 55 anos, em Egg Harbor Township, no Estado americano de Nova Jersey, na última terça-feira (2). Enlutados, sua mulher Bearetta Harrison Black e seu filho, Jazz Black, enviaram ao jornal o obituário.

No texto, a família se despede de Leroy Bill Black, que morreu rodeado pela família.

Já o segundo obtuário, diz que Leroy "Blast" Black morreu em casa e que deixa seu filho, Jazz, seus irmãos, amigos e "sua namorada de longa data Princess Hall".

Neste texto, Black é descrito como um técnico em fibra de vidro que morreu de câncer no pulmão.

De acordo com o diretor da funerária Greenidge Funeral Homes, Joseph Greenidge Jr, este não é o primeiro --nem deve ser o último-- caso de um sujeito que morre e deixa também a amante "viúva". Ele contou que o funeral, no entanto, foi todo planejado pela mulher de Black. (Com NBC News)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos