Cão "mais velho do mundo" morre aos 30 anos na Austrália

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/The Weekly Times

    A cadela Maggie com seu dono Brian McLaren em Victoria, na Austrália

    A cadela Maggie com seu dono Brian McLaren em Victoria, na Austrália

Maggie, supostamente o cão mais velho do mundo, morreu dormindo aos 30 anos em Victoria, na Austrália, no último domingo (17) à noite, segundo seu dono Brian McLaren contou à imprensa local.

"Ela tinha 30 anos. Ela ainda estava muito bem na semana passada. Estava caminhando e rosnando para os gatos e todo esse tipo de coisa", Brian contou ao jornal "Weekly Times".

"Ela piorou em dois dias. Estou triste, mas satisfeito pela maneira como ela morreu [dormindo]", contou.

A idade de Maggie não pode ser verificada porque Brian perdeu os papéis de quando ela era um filhote.

Brian disse que seu filho mais novo, Liam, tinha quatro anos quando eles compraram Maggie. Hoje em dia ele tem 34.

Antes de morrer, a cadela estava surda e começando a perder a visão.

Recorde de verdade

O detentor oficial do recorde de cão mais velho do mundo é de Bluey, da raça boiadeiro australiano, que morreu em 1939 com 29 anos.

O Guinness, livro dos recordes, disse que o cão foi comprado filhote em 1910 e trabalhou entre bois e ovelhas por 20 anos. (Com informações da BBC)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos