Novo hobby dos idosos neozelandeses é construir o próprio caixão

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Guardian

    Idoso "experimenta" tamanho de seu caixão revestido de papel jornal

    Idoso "experimenta" tamanho de seu caixão revestido de papel jornal

Alguns idosos neozelandeses adotaram um passatempo meio mórbido para combater a solidão da terceira idade. Nada de tricô, crochê ou dominó com os amigos na praça. Esses velhinhos se reúnem periodicamente para conversar e dar risada enquanto constroem seus próprios caixões.

A ideia surgiu com a enfermeira Katie Williams, 77, em 2010, e se espalhou por todo o país. Agora, várias cidades da Nova Zelândia contam com seu próprio "clube de caixões".

"Já vi muita gente morrer e fui a muitos funerais que não tinham nada a ver com a vibração em vida das pessoas. O funeral não mostrava quem elas foram realmente. Tive um sentimento profundo que, na hora da morte, as pessoas merecem uma despedida mais pessoal", contou Katie ao jornal britânico "The Guardian".

Assim, ela montou seu grupo em sua garagem, sem ferramentas, voluntários e, também, sem saber construir um caixão. Um marceneiro do bairro que a ajudou no começo. Aos poucos os membros do "Kiwi Coffin Club" foram aprendendo o ofício e construindo caixões até mesmo para doação.

"Há muita solidão entre os idosos, mas no 'clube do caixão' as pessoas sentem-se úteis. Além disso, tomamos chá, almoçamos, ouvimos música, nos abraçamos e nos divertimos", disse Katie.

Cuidador canta e dança com idosa em asilo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos