Piloto de avião proíbe conversas sobre Trump após discussão entre passageiros

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

Afivelem os cintos, mantenham o encosto da poltrona para a posição vertical, desliguem os aparelhos eletrônicos e não conversem sobre Donald Trump.

Basicamente, essas foram as recomendações dadas em um voo da United Airlines que saiu de San Francisco, nos EUA, com destino a Puerto Vallarta, no México.

O passageiro chegou a filmar quando o piloto avisou a todos para não discutirem assuntos relacionados ao presidente eleito Donald Trump ou a temas políticos polêmicos.

Usando o sistema de som da aeronave, o piloto disse entender quem apoia e quem é contra Trump, mas que aquele voo tinha o objetivo de proporcionar um bom momento aos passageiros e, por isso, ele pedia para as pessoas terem a decência de respeitarem umas às outras durante as três horas e 13 minutos de viagem.

"Ninguém quer discutir, ninguém quer. E ninguém vai mudar de opinião argumentando. Vamos manter nossas opiniões para nós mesmos sobre este assunto específico neste momento particular. Se alguém que tem um problema com isso e precisa discutir, há outro voo amanhã. Neste, você não embarca. Espero que isto esteja claro", avisou o piloto.

Segundo passageiros, o piloto decidiu fazer o aviso depois de uma discussão entre passageiros, motivada por um comentário racista relacionado à eleição de Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos