Mulher que todos achavam que tinha morrido volta para casa 40 anos após seu funeral

Do UOL, em São Paulo

  • Times of India

    Indiana funeral

    Indiana funeral

Uma mulher indiana de 82 anos voltou para sua casa, na vila de Bidhoo, 40 anos após ter sido considerada morta por sua família. A idosa, identificada como Vilasa, foi mordida por uma cobra em 1976 e acabou tendo seu corpo deixado no rio Ganges, em um tradicional funeral indiano.

No entanto, Vilasa afirmou que, na verdade, não morreu com a mordida da cobra, mas apenas desmaiou. Seu corpo boiou por alguns quilômetros até ter sido encontrado por barqueiros que a levaram até um templo. No entanto, o episódio ocasionou perda de memória na mulher que, durante anos, viveu sem lembrar de sua origem.

Segundo o jornal "Times of India", Vilasa voltou para casa no mês passado. Suas duas filhas, Ram Kumari e Munni, se assustaram quando viram a mãe na porta da residência. A idosa contou que recobrou a memória, se lembrou do episódio e contou toda a história para uma mulher. O papo foi correndo de boca a boca até chegar ao ouvido de um homem que participou do funeral de Vilasa.

A idosa, então, pode voltar para casa após 40 anos e, mesmo com o passar do tempo, foi logo reconhecida pelas filhas. "Na hora vimos a marca de nascença dela", afirmou Munni, a filha mais nova de Vilasa.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também:

UOL Cursos Online

Todos os cursos