Senador australiano renuncia ao descobrir que é cidadão neozelandês

Do UOL, em São Paulo

  • Greens MPs via AP

    Scott Ludlum (dir.) fala à imprensa na Austrália

    Scott Ludlum (dir.) fala à imprensa na Austrália

Um senador australiano que já foi eleito três vezes para o Parlamento renunciou no último sábado (15) depois de descobrir que era cidadão neozelandês e que, por isso, estaria inelegível para o cargo.

Scott Ludlam, de 47 anos, era líder do Partido Verde (Greens Party) e se desculpou dizendo que não tinha conhecimento sobre sua origem neozelandesa. Segundo o político, sua família se mudou para Perth, na Austrália, quando ele tinha apenas três anos.

No entanto, seus pais decidiram não renunciar à cidadania neozelandesa, deixando Ludlam como cidadão da Austrália e da Nova Zelândia ao mesmo tempo. No entanto, a Constituição australiana exige que os membros do Parlamento sejam exclusivamente cidadãos da Austrália.

Ludlam serviu como senador por nove anos sem saber que não poderia ocupar o cargo. Ele afirmou que assume inteira responsabilidade pelo ocorrido.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos