Agência reguladora de alimentos avisa empresa de que "amor" não é um ingrediente real

Do UOL, em São Paulo

  • IStock

    Amor não é ingrediente, esclareceu agência reguladora de alimentos norte-americana

    Amor não é ingrediente, esclareceu agência reguladora de alimentos norte-americana

Dizem que sem amor é impossível fazer algo bem feito. Mas, para a FDA ("U.S. Food and Drug Administration"), agência americana que regulamenta os alimentos no país, amor não é um ingrediente real. Por isso, o órgão advertiu uma padaria do estado de Massachusetts.

A "Nashoba Brook Bakery", da cidade de Concord, havia listado "amor" como um dos ingredientes da granola que fabrica. No entanto, para a FDA, essa definição é muito vaga, e o "amor" não deve estar na lista de produtos usado para a fabricação do alimento.

Aliás, segundo a FDA, o "amor" foi apenas um dos problemas encontrados. A empresa também apresentou falhas na higienização dos equipamentos usados para fazer a granola.

O presidente da "Nashoba Brook Bakery", John Gates, afirmou que a padaria está cooperando com a FDA e que já contrata uma empresa para fazer a limpeza da unidade de fabricação de alimentos.

Sobre o problema dos ingredientes, o outro sócio da empresa, Stuart Witt, disse que há 20 anos a "Nashoba Brook Bakery" lista o "amor" como um dos componentes da granola.

"Nós sentimos fortemente que o amor é uma grande parte do que fazemos", disse ele à Associated Press. "Por ser um processo de fabricação tão longo, há muito espaço para o erro se você não está realmente colocando muito amor nisso", completou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos