Cadelinha doente usa cadeira especial para poder se alimentar

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook FOX8

    Tink quase não tem movimento peristáltico para levar a comida até seu estômago, ela precisa se alimentar de pé, em duas patas

    Tink quase não tem movimento peristáltico para levar a comida até seu estômago, ela precisa se alimentar de pé, em duas patas

Um cadeirão, muito parecido com esses usados por crianças pequenas durante as refeições, foi feito especialmente para uma cachorrinha com um grave problema de saúde. Tink, uma labradora pra lá de fofa, tem uma condição chamada de megaesôfago canino, um alargamento no esôfago.

Como Tink quase não tem movimento peristáltico para levar a comida até seu estômago, ela precisa se alimentar de pé, em duas patas.

Por isso, a cachorrinha faz todas as refeições em seu cadeirão. Depois das refeições, ela precisa arrotar e alguém ainda massageia seu essôfago para se certificar que a comida tomou o caminho correto.

O americano Tom Sullivan, dono do Tink, conta que um veterinário disse que a cachorra não sobreviveria e teria de sofrer eutanásia.

"Ainda bem que não demos ouvidos a ele. Nosso veterinário de agora adora trabalhar com a Tink e ver seu sucesso", escreveu Sullivan, morador de Grand Rapids, no Facebook.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos