Garota mais peluda do mundo diz ter orgulho de ser especial

  • Reprodução/MSNBC

    Ela é feliz, popular e, quando tiver idade, vai arranjar namorado mais rápido do que muita gente

    Ela é feliz, popular e, quando tiver idade, vai arranjar namorado mais rápido do que muita gente

Crianças podem ser cruéis. Para muitos, a época do colégio traz lembranças terríveis de bullying e agressões verbais. É raro uma turma que não tenha um gordinho ou um nerd alvo de todos os tipos de brincadeiras de mau gosto. Por isso, a tailandesa Supatra Sasuphan, de 11 anos, pode se considerar vitoriosa.

Devido à síndrome de Ambras, ela tem o corpo todinho – incluindo o rosto – coberto de pelos e seria alvo fácil da molecada, se não fosse por um motivo: sua autoconfiança. Supatra, mais conhecida como Nat, até quer se curar um dia, mas, no seu dia-a-dia, mostra não se importar com sua condição especial.

“Sou do jeito que sou. Nem fico pensando nisso”, contou em entrevista ao canal de TV americano NBC.

Nat até foi alvo de bullying quando entrou no colégio, mas conseguiu provar que era igual a todos e hoje é uma das meninas mais populares da escola. Ela adora cantar, dançar e atuar e, além disso, é uma das melhores alunas da classe.

Os médicos já tentaram de tudo para, ao menos, reduzir a quantidade de pelos em seu corpo, mas nada funcionou. No ano passado o Guinness World Records a reconheceu como a garota mais peluda do mundo, título que a deixou orgulhosa.

“Ser peluda me faz especial. Aquele foi o dia mais feliz da minha vida”, disse Nat.

Para o futuro, a garota faz planos de virar médica. Não para tentar achar a cura para sua condição, mas para simplesmente ajudar os outros.

“Assim poderei ajudar os doentes e tratar meus pais e parentes quando precisarem”, falou.

(Com MSNBC)

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos