Mau exemplo na Europa: presidente xará de Ieltsin bebe onde não pode e é multado

Do UOL Tabloide
Em São Paulo

Se você for presidente de uma república, cuidado ao beber. Especialmente se for beber em local proibido.

O presidente sérvio, Boris Tadic (que é xará do Boris Ieltsin, você percebeu?), terá que pagar uma multa por ter violado a lei ao beber champanhe em um estádio de Belgrado para comemorar a classificação da Sérvia para a Copa do Mundo da África do Sul de 2010, informaram hoje as autoridades judiciais sérvias.
 

  • Reuters - 21.jan.2007

    Tadic (centro), em foto de 2007 (antes de ser presidente), onde ele já mostrava curtir um trago

Tadic, a ministra de Esportes sérvia (Snezana Samardzic Markovic) e um alto funcionáro de Belgrado (Aleksandar Antic) foram multados hoje em 40 mil dinares (cerca de R$ 1.100) cada, de acordo com uma lei que tem como objetivo reprimir a violência nas manifestações esportivas.

A lei proíbe, entre outros, o consumo de álcool nos estádios durante os jogos e 90 minutos depois.

Em 10 de outubro, os três políticos, assim como também o presidente da federação sérvia de futebol, Tomislav Karadzic, abriram uma garrafa de champanhe no estádio do Estrela Vermelha para comemorar a vitória da seleção de seu país contra a Romênia, que levou a Sérvia à Copa.

Tadic, que não quis se proteger em seu direito à imunidade, compareceu perante o juiz no último dia 1º e declarou então que "não sabia que o consumo do álcool, mesmo que só fosse para brindar, estivesse proibido", e assumiu sua responsabilidade.

Zé Cachacinha, o amigo etílico do Editor do UOL Tabloide, vai erguer um brinde a Tadic ter reconhecido seu erro. Em casa, que é para não correr riscos.

Fonte: Efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos