Topo

Norte-americana compra torta e acaba ganhando US$ 90 milhões na loteria

Lisa Quam e seu marido, Everett, seguram o cheque de US$ 90 milhões em Olympia, Washington - Washington State Lottery/Divulgação/Reuters
Lisa Quam e seu marido, Everett, seguram o cheque de US$ 90 milhões em Olympia, Washington Imagem: Washington State Lottery/Divulgação/Reuters

Do UOL, em São Paulo

05/12/2014 12h04

A norte-americana Lisa Quam entrou numa loja em Auburn, na região sul de Seattle, para comprar uma torta de abóbora e um jornal no Dia de Ação de Graças (27). Acabou saindo também com dois bilhetes de loteria, um para ela e outro para o marido, Everett. O que ela não sabia é que seria premiada com a bolada de US$ 90 milhões, da Powerball, nesta quinta-feira (4).

Segundo a agência Reuters, foi a primeira vez que ela adquiriu um bilhete. Com a dinheirama em mãos, ela disse que largaria o trabalho na Boeing e compraria um carro novo, um Subaru.

"Mandei um e-mail para meus colegas de empresa nesta manhã e contei para eles que prazer tinha sido trabalhar com eles. Pedi que dessem uma olhada nas notícias de hoje para que entendessem por que eu estava escrevendo essa mensagem", afirmou Quam em uma entrevista em Olympia, Washington, que disse que "vai se aposentar mais cedo".
 
O casal disse que grudou os bilhetes na geladeira e deixou para checar os números só no último domingo (30), embora o concurso tenha acontecido no dia anterior. "Eu gritei tão alto que acharam que eu estava brava com alguma coisa. Minha filha perguntou se era uma emergência e eu disse que era", contou ela, provocando risos durante a entrevista.
 
O maior prêmio da Powerball foi pago no ano passado e premiou um único bilhete com a quantia de US$ 590,5 milhões (R$ 1,5 bilhão).
 
As chances de ganhar nesse jogo é de 1 em 175 milhões. O jogo corre em 44 dos 51 Estados norte-americanos. Quam foi a primeira moradora de Washington a ganhar.
 
"Temos empréstimos estudantis e consertos na casa para fazer, como toda família. Talvez compremos uma casa para cada uma das crianças."
 
Ela também disse que, a partir de agora, espera viajar mais.
 

Mais Tabloide