Topo

Corte de cabelo debaixo d'água? Russo viaja o mundo fazendo cortes radicais

Até em cima de um vulcão, o cabeleireiro russo já cortou cabelos. Na foto, vulcão Canlaon, nas Filipinas - Denis Yushin/Acervo pessoal
Até em cima de um vulcão, o cabeleireiro russo já cortou cabelos. Na foto, vulcão Canlaon, nas Filipinas
Imagem: Denis Yushin/Acervo pessoal

Mirthyani Bezerra

Do UOL, em São Paulo

18/02/2016 06h01

A internet está cheia de relatos de pessoas que odiavam seus trabalhos e acabaram largando tudo para conhecer o mundo. Mas, e quem ama o que faz na mesma intensidade que gosta de viajar? O russo Denis Yushin encontrou sua resposta.

Há um ano, o cabeleireiro deixou para trás a própria barbearia e a cidade de Krasnoyarsk, na Sibéria (Rússia). A bordo de sua moto iniciou uma aventura pelo mundo. “Eu gosto de viajar, gosto do meu trabalho, então eu decidi combinar tudo isso em um projeto e agora eu sou um cabeleireiro-viajante”, contou em entrevista ao UOL.

Nas Filipinas, o cabeleireiro russo Denis Yushin cortou cabelos debaixo d'água - Denis Yushin/Acervo pessoal
Nas Filipinas, o cabeleireiro russo Denis Yushin cortou cabelos debaixo d'água
Imagem: Denis Yushin/Acervo pessoal

Yushin deixou Krasnoyarsk, percorreu a Sibéria até a ilha de Sacalina, ainda na Rússia. De lá, ele passou pela Mongólia, China, Japão, Coreia do Sul, Filipinas e Vietnã, onde está agora. “Eu não tenho planos nem itinerários. Quando encontro um pôr do sol, é lá que eu durmo”, diz.

Dorme e trabalha. Ele já cortou o cabelo de mais de 400 pessoas nos países que visitou e gosta de trabalhar nos lugares mais inusitados. Já fez cortes em cima de montanha, embaixo d'água e até voando de parapente.

No Vietnã, o cabeleireiro russo Denis Yushin cortou os cabelos de uma garota durante um passeio de moto - Denis Yushin/Acervo pessoal
No Vietnã, o cabeleireiro russo Denis Yushin cortou os cabelos de uma garota durante um passeio de moto
Imagem: Denis Yushin/Acervo pessoal

Quanto custa o corte de cabelo? Yushin conta que não cobra. “São doações. As pessoas pagam quanto querem pagar”, afirma.

Ele não tem planos fixos, mas tem prazos. Afirma que pensa em fazer uma viagem de seis anos ao redor do mundo. “Você vem cortar cabelos no Brasil?”, questiona a reportagem. A resposta: “Talvez em dois anos. Quero visitar a América do Sul e do Norte, quero visitar todos os países”, conta o cabeleireiro-viajante.

Mas, antes disso diz que quer voltar à Rússia no próximo verão (do hemisfério Norte). “Vou cruzar toda a Rússia de Vladivostok até Caliningrado (região russa banhada pelo mar Báltico), talvez passar para Europa, talvez ir para o Cazaquistão, tudo isso em cima da minha moto”, diz.

Mais Tabloide