Mulher é presa por colocar bacon nas maçanetas de mesquita nos EUA

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/ KCRA

    Câmera de segurança flagra suspeita (esq.) colocando bacon nas maçanetas (detalhe)

    Câmera de segurança flagra suspeita (esq.) colocando bacon nas maçanetas (detalhe)

Uma mulher de 30 anos espalhou pedaços de bacon nas maçanetas das portas de uma mesquita, na cidade de Davis, na Califórnia (EUA). Os muçulmanos não consomem carne de porco por conta de preceitos do Alcorão, o livro sagrado do islamismo.

Lauren Kirk-Coehlo também quebrou seis janelas e duas bicicletas na mesquita. Ela foi presa e vai responder processo por vandalismo e por crime de ódio. Um juiz estipulou a fiança em US$ 1 milhão. Se condenada, a americana poderá pegar pena máxima de seis anos de prisão. A polícia ainda não sabe se a mulher agiu sozinha ou se contou com ajuda. Também não há informação dos motivos que a levaram a praticar os atos e qual a sua relação com a mesquita.

O promotor Jeff Reisig afirmou, em entrevista à NBC Bay Area, que em dez anos de carreira nunca havia visto um caso como esse. "Nunca trabalhei em algo assim", disse.

O FBI está colaborando com as investigações. Segundo o órgão, Kirk-Coehlo também corre o risco de responder a processo na esfera federal. A mulher é ré primária e foi detida após ter sido identificada em imagens gravadas em câmeras de segurança.

Os membros da mesquita, que fica localizada dentro da universidade UC Davis, estão assustados, mas afirmam que perdoam a ação de Kirk-Coehlo. "Queremos que ela saiba que é bem-vinda caso queira conhecer mais sobre o islã", disse a estudante muçulmana Nida Ahmed, em entrevista ao canal de TV KCRA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos