Doente terminal morre em paz após ex-mulher mentir que Trump sofreu impeachment

Do UOL, em São Paulo

  • Yuri Gripas/Reuters

Um americano, morador do Estado do Oregon, morreu tranquilamente, no começo do mês, depois que sua ex-mulher lhe contou que o presidente Donald Trump havia sofrido impeachment. 

Michel Garland Elliott estava bem doente fazia cerca de dez anos. Segundo seu obituário, publicado no jornal "The Oregonian", o sujeito nasceu entre 1940 e 1941, na cidade de Charlottesville, e estava sempre impecavelmente bem vestido. Além disso, era apaixonado por carros, especialmente os Porsches, e por golfe.

Apesar de muito doente, Elliott acompanhava atentamente as notícias sobre a política americana e não ficou nada satisfeito com a eleição de Trump, no fim do ano passado.

À beira da morte, Elliott ouviu sua ex-mulher e melhor amiga Teresa Elliott lhe contar - de maneira mentirosa, claro - que Trump havia sofrido impeachment. Era tudo o que queria escutar antes de partir dessa vida para o lado de lá.

"Depois de ouvir a notícia, deu um último e suave suspiro. Seu trabalho na Terra havia sido concluído", diz o obituário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos