Vira-lata cego de um olho "compra" sua ração sozinho, todos os dias, e vira hit na web

Demétrio Vecchioli

Colaboração para o UOL

Há nove anos o pequeno vira-lata Pituco, mesmo cego de um olho, vai até o pet shop para comprar a própria ração. Nos últimos dias, porém, o passeio que parecia banal viralizou na internet. Um vídeo que mostra o cachorro saindo da loja com o saco de 1kg de ração na boca e indo para a casa de sua dona em Paraí, no interior do Rio Grande do Sul, publicado pela loja, já teve mais de 1,2 milhões de visualizações.

Isso é quase 200 vezes a população da cidade, que tem pouco mais de 7 mil habitantes, onde Pituco já é famoso. Afinal, desde que o ganhou de presente, a dona de casa Rosângela Trevizan, de 55 anos, nunca o levou para passear com guia. Ele sempre foi seu companheiro, andando lado a lado.

Arquivo Pessoal

"Antes, quando a gente morava um pouco mais distante, eu precisava ir com ele. Agora que a gente se mudou para perto, ele vai sozinho", conta a dona, Rosângela, mais conhecida como Kica. Depois, ela passa na loja para pagar a conta.

Pituco tem 12 anos e, há nove, carrega a própria ração. A primeira vez que ele mostrou interesse em ajudar a levar comida para casa foi quando pegou o saco de ração do gato que morava com ele e o carregou por alguns metros. "Aí no dia seguinte ele andou mais um pouco, depois mais um pouco, até que levou até a casa dele. Só que o pacote era de meio quilo. Depois ele passou a carregar o pacote da ração dele, também aos poucos", conta a veterinária Ana Paula Tian.

Ela tem um carinho especial por Pituco, mas, segundo ela, a recíproca não é verdadeira. O cachorro não vai com a cara da veterinária, que cuida dele desde pequeno. Foi ela quem tratou do cão quando ele sofreu um duro golpe: uma enxadada, dada por uma moradora da cidade que não gostou de ver Pituco namorando a sua cadela. Pituco ficou cego.

Agora, aos 12 anos, também está ficando surdo. Mas, para chegar até o pet shop, não há como se perder. A casa fica na mesma calçada da loja, virando a esquina. 

Mãe coruja, Kica fala com orgulho dos feitos do cão. No banco, fica do lado de fora da porta giratória à espera que um desavisado deixe ele entrar junto. No bazar, já sabe onde ficam os brinquedos e sempre tenta levar um para casa.

"Ele fica prestando atenção no que eu faço pelo telefone. Se eu falar que vou na casa da minha amiga, ele começa a me puxar pela barra da calça. Ele vai na frente e quando eu chego lá, a visita já sabe que eu estou chegando, porque ele é o aviso", conta, rindo.

Pituco só deixa o bom humor de lado, diz Kica, quando ela avisa que vai para a missa. "Aí ele fica emburrado e vai dormir."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos