PUBLICIDADE
Topo

Tabloide

Liberianos ganham a vida como 'outdoors' humanos no meio do trânsito

Joseph Yarkpawolo se exibe no trânsito com o corpo pintado, em Monróvia - Zoom Dosso/ AFP
Joseph Yarkpawolo se exibe no trânsito com o corpo pintado, em Monróvia Imagem: Zoom Dosso/ AFP

Do UOL, em São Paulo

05/07/2017 09h53

As ruas de Monrovia, capital da Libéria, ganharam um novo tipo de profissional. Dezenas de rapazes ficam agora parados por horas, com seus corpos pintados dos pés à cabeça, anunciando todos os tipos de produto. São os "outdoors" ambulantes, nova estratégia das empresas de publicidade do país.

"Me sinto bem pintado porque é isso que me dá o pão de cada dia. Enquanto isso, alguns amigos meus estão nas ruas roubando dos outros", afirmou Emmanuel Howard, 25 anos, à agência de notícias AFP.

Pintar o corpo para chamar a atenção não é algo tão novo assim na Libéria. Nos anos 90, torcedores de futebol se cobriam de tinta com as cores da bandeira nacional para incentivar a seleção. Eles ficavam parados como estátuas ou andavam como robôs e eram considerados mascotes da equipe.

Inspirado nesses torcedores que empresas de publicidade criaram os "outdoors" ambulantes. Emmanuel Ben, de 26 anos, é um dos empresários que aposta nesta ideia.

monrovia outdoor - Zoom Dosso/ AFP - Zoom Dosso/ AFP
Homem exibe corpo pintado com as cores de uma marca de roupas em rua de Monróvia
Imagem: Zoom Dosso/ AFP

"DHL e a Total estão entre os meus clientes", afirmou, se referindo às gigantes alemã de logística e francesa de petróleo. Mas o foco dos profissionais que passam horas imóveis nas ruas do país são as empresas pequenas.

Desde 2013, quando montou o negócio, Ben já contratou 35 funcionários. Ele cobra US$ 10 por hora das empresas e paga a mesma quantia por jornada a quem estiver trabalhando como "outdoor" humano.

A maior parte dos empregados é jovem, com menos de 30 anos e com pouco estudo. Muitas vezes, esse tipo de trabalho é a única opção para eles.

Tabloide