Topo

Bezerra nasce com duas cabeças no interior de Mato Grosso

Jorge Estevão

Do UOL, em Cuiabá

20/05/2013 16h16

Uma bezerra de quatro dias chama atenção de moradores do município de Comodoro (600 km de Cuiabá). Ela nasceu na última sexta-feira (17) com duplicidade de cabeça, boca, focinho, narinas e olhos. Apesar dessa deformação, o animal passa bem, e a alimentação também é feita de dupla forma: a mãe, apelidada de “tubaína”, faz a parte dela, mas é o agricultor Ronaldo Vieira de Paula quem complementa o leite com mamadeiras.

Vieira, que é dono do sítio Água Boa, no assentamento Macuco (22 km da sede do município), até sugeriu o apelido de “Fanta”, em homenagem à vaca “tubaína”. O sitiante disse que aceita sugestões de vizinhos para dar “nome” à bezerra.

Ao UOL, o repórter Mário Bross, do Portal da Amazônia, diss que esteve no sítio Água Boa e ficou surpreso com a anomalia do animal. De acordo com ele, não há registro no município a respeito de problemas genéticos semelhantes. Um veterinário será chamado para avaliar a bezerra.

A anomalia genética só afetou a cabeça do animal. Dos quatro olhos, apenas um localizado na junção das cabeças funciona normalmente, com tamanho maior que os de bezerros normais. Os outros são orifícios. O dono do sítio trabalha em produção de leite e atualmente ordenha 22 vacas todos os dias.
 

Mais Tabloide