PUBLICIDADE
Topo

Caso Marielle


Justiça do Rio nega pedido de suspensão de processo do Caso Marielle

Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle Franco - Reprodução
Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle Franco Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

30/11/2019 12h58

O juiz Gustavo Gomes Kalil, da 4ª Vara Criminal do Rio, negou o pedido dos advogados do ex-PM Élcio Queiroz e do PM reformado Ronnie Lessa de suspensão do processo em que são acusados do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes.

Os advogados apontaram que novas informações sobre falhas e fraudes na investigação levantadas pela então procuradora-geral da república Raquel Dodge no pedido de federalização do caso indicariam a necessidade de novos depoimentos. Os dados vieram a público em reportagens publicadas pelo UOL.

Ainda de acordo, a ação penal deveria ser paralisada até o STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidir sobre o pedido de federalização do caso feito pela PGR.

Kalil não aceitou os argumentos dos advogados.

Detidos no presídio federal de Porto Velho (RO) desde março, Lessa e Queiroz negam a autoria do crime.

Jungmann: Há um acordo mútuo entre política e milícia no Rio de Janeiro

UOL Notícias

Caso Marielle