PUBLICIDADE
Topo

Caso Marielle


Randolfe diz que vai representar contra Bolsonaro por obstrução de Justiça

bolsonaro afirmou ter pegado as gravções antes que fossem adulteradas - Isac Nobrega/PR
bolsonaro afirmou ter pegado as gravções antes que fossem adulteradas Imagem: Isac Nobrega/PR

Do UOL, em São Paulo

02/11/2019 19h30

O senador Randolfe Rodrigues (REDE - AP), afirmou hoje que vai entrar com uma representação por obstrução de Justiça contra o presidente Jair Bolsonaro.

Segundo Randolfe, a ação contra Bolsonaro, que será aberta na próxima segunda-feira, também envolve o deputado federal Alessandro Molon (PSB).

Hoje mais cedo, Bolsonaro disse a jornalistas que pegou as gravações da portaria do condomínio "antes que fossem adulteradas".

Na última terça-feira, o depoimento do porteiro do condomínio onde Bolsonaro tem casa, no Rio de Janeiro, afirmou que um dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco teria entrado no condomínio dizendo que iria visitar o então deputado federal no dia do crime.

Posteriormente, uma perícia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) contestou a versão do porteiro.

Contudo, associações de peritos dizem que a perícia do MP foi feita às pressas e pode não ter validade.

Bolsonaro estava em Brasília no dia do crime, mas a menção a seu nome fez com que o processo fosse levado para o STF.

O presidente ainda se diz vítima de uma armação planejada pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, seu mais novo desafeto político.

Caso Marielle