PUBLICIDADE
Topo

Aras desloca dois procuradores para a Lava Jato em Curitiba

A força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná é dedicada exclusivamente ao escândalo de corrupção na Petrobras - Gabriela Biló - 1º.out.2019/Estadão Conteúdo
A força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná é dedicada exclusivamente ao escândalo de corrupção na Petrobras Imagem: Gabriela Biló - 1º.out.2019/Estadão Conteúdo

São Paulo

31/01/2020 17h46

Portaria assinada hoje pelo procurador-geral da República, Augusto Aras designa dois procuradores da República para atuar com exclusividade na força-tarefa da Lava Jato no Paraná. As informações foram divulgadas pela Procuradoria-Geral da República.

Passam a compor o grupo os procuradores da República Joel Bogo e Luciana de Miguel Cardoso Bogo, que serão desonerados de suas atribuições junto à Procuradoria da República no Acre e na Procuradoria da República em Umuarama (PR), respectivamente.

A procuradora Jerusa Burmann Viecili, que compunha a força-tarefa, foi dispensada, a pedido.

A força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná é dedicada exclusivamente ao escândalo de corrupção na Petrobras, e também a desdobramentos das investigações naquele Estado, como as Operações Integração I e II, que miram fraudes e propinas em contratos de rodovias.

Operação Lava Jato