Topo

Operação Lava Jato


"Posso ter mandado. Qual o problema?" Veja 10 frases de Moro no Senado

Leandro Prazeres

Do UOL, em Brasília

2019-06-19T17:55:18

2019-06-19T17:55:18

19/06/2019 17h55Atualizada em 19/06/2019 17h55

A ida do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado na manhã de hoje foi marcada pelo embate entre senadores da base e de oposição e por um Moro aparentemente tranquilo.

O ex-juiz federal se ofereceu para ir ao Senado para se pronunciar sobre a divulgação de reportagens pelo site "The Intercept" que relatam diálogos mantidos por ele e o procurador da Operação Lava Jato Deltan Dallagnol.

Nas conversas feitas por meio do aplicativo Telegram, Moro aparece dando orientações sobre a deflagração de operações, indica possível informante e revela preocupação sobre investigações contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Ao longo de quase nove horas, Moro repetiu a estratégia de colocar em xeque a veracidade das mensagens divulgadas pelo site "The Intercept" e disse não ter visto qualquer irregularidade nos diálogos atribuídos a ele e a Dallagonol.

Veja o depoimento de Moro no Senado em 10 frases.

Apresentação aos senadores

Evidentemente não tenho nada o que esconder

Treinamento para falar na CCJ

Não preciso fazer media trainning para vir aqui e falar a verdade
Respondendo ao senador Rogério Carvalho (PT-SE)

Celulares ruins

Tenho o péssimo costume de comprar os aparelhos mais baratos, memória de 16 megabites
Respondendo ao senador Angelo Coronel (PSD-BA) sobre se permitiria a divulgação completa das mensagens caso elas ainda estivessem armazenadas

Veracidade das conversas

Tem algumas que, eventualmente, eu possa ter dito. Tem algumas coisas que causam estranheza

"In Fux We Trust"

Posso ter mandado. Qual o problema?
Ao ser questionado sobre a mensagem na qual demonstrou confiança no ministro Luiz Fux

Herói da Lava Jato

Não precisamos de heróis. Precisamos de instituições fortes

Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo
Moro não disse quais mensagens seriam reais e criticou o vazamento Imagem: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Eventual ataque hacker

O que existe é um movimento claro para anular condenações pretéritas de pessoas que cometeram crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, impedir novas investigações e atacar as instituições brasileiras
Respondendo ao senador Marcos do Val (PPS-ES)

"Revanchismo" por trás de vazamentos

Pensei que saindo da magistratura e assumindo essa posição de ministro, esse passado, esse revanchismo, esses ataques ao trabalho do juiz enfrentando a corrupção com a aplicação da lei teriam acabado, mas pelo jeito, me enganei

Criminosos responsáveis por ataque

Os indícios como mencionei anteriormente é de que se trata de um grupo criminoso organizado e não um adolescente na frente do computador realizando alguma espécie de estripulia
Respondendo ao senador Marcos do Val (PPS-ES)

Viés partidário

Nunca atuei com motivação ideológica ou político-partidária
Respondendo ao senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE)

Moro: "Se houver alguma irregularidade da minha parte, eu saio. Mas não houve"

UOL Notícias

Mais Operação Lava Jato