PUBLICIDADE
Topo

Operação Lava Jato

Após prender Temer, Bretas cita salmo que diz: 'não temerei mal algum'

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

22/03/2019 08h21

Em sua primeira manifestação pública após ter ordenado a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB), o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato no Rio, citou um salmo em que diz que não temerá "mal algum". Ele também comemorou o fato de hoje ser sexta-feira e desejou bom final de semana a seus seguidores em mensagem publicada em sua conta no Twitter.

"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam", traz a imagem reproduzindo o salmo 23:4, da Bíblia.

Temer foi preso preventivamente pela PF (Polícia Federal) acusado de liderar uma organização criminosa que teria ligação com um esquema de R$ 1,8 bilhão em propinas. Ele teria atuado em ações de corrupções envolvendo a Usina de Angra 3, no Rio de Janeiro.

Além do ex-presidente, também foi preso o ex-ministro Moreira Franco e outras oito pessoas.

A defesa do ex-presidente já entrou com um pedido de soltura a favor de Temer, que será analisado pelo TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região).

Da presidência à prisão: veja a trajetória de Michel Temer

UOL Notícias

Operação Lava Jato