PUBLICIDADE
Topo

"Falta uma bicha para aumentar a audiência do 'BBB'", diz Serginho

Ricky Hiraoka

Jornalista pela USP e pós-graduado em roteiro para cinema e TV pela FAAP, Ricky Hiraoka foi um dos criadores da série infantojuvenil Z4 (SBT/Disney), escreveu programas de humor e sitcom para o Multishow e ajudou a criar o reality show Fábrica de Casamentos (SBT/Discovery). No cinema, colaborou nos roteiros de A Mulher Que Era Demais e Cozinha das Vaidades. Foi titular do Terraço Paulistano, coluna social de Veja SP, e assinou uma coluna na revista L'Officiel Brasil.

Especial para o UOL

01/03/2019 23h56

Destaque do "BBB10", Serginho está odiando a décima nona edição do programa. "Lá tem mais planta que muita floresta", analisa.

"Falta uma bicha para aumentar a audiência do BBB. Ninguém paga pay per view para ver amorzinho. A galera quer ver intriga e gente embaixo do edredom!"

Curtindo o primeiro dia de desfiles em São Paulo, Serginho diz que não é só no "BBB" que faltam representantes da comunidade  LGBTQI. Para ele, o Carnaval deixa muito a desejar nesse quesito.

"Tem que ter mais trans na avenida como destaque de escola de samba, um bloco com andróginos como eu, e os desfiles precisam abordar a questão da diversidade sexual", acredita. "Carnaval fala de diversidade religiosa, mas esquece de falar de representatividade e da questão de gênero".