Topo

CarnaUOL

Ricky Hiraoka


Thiago Mansur: um DJ evangélico na folia

Thiago Mansur: um DJ evangélico no Carnaval - Divulgação
Thiago Mansur: um DJ evangélico no Carnaval Imagem: Divulgação
Ricky Hiraoka

Formado em jornalismo pela USP e pós-graduado em roteiro pela FAAP, Ricky Hiraoka foi colunista social na revista VEJA SÃO PAULO e na L'Officiel, colaborador de títulos como Glamour, Estilo e Boa Forma e apresentador da TV Marie Claire. Como roteirista, escreveu as séries Z4 (SBT/Disney), Eu, Ela e Um Milhão de Seguidores (Multishow), alem do reality show Fábrica de Casamentos (SBT/Discovery) e o humorístico Ceará Fora da Casinha (Multishow).

Especial para o UOL

08/03/2019 13h20

Ele passou pelo Carnaval de Salvador, Brasília, Florianópolis e, amanhã, é uma das atrações do camarote CarnaUOL N1 durante o Desfile das Campeãs do Grupo Especial do Rio de Janeiro. Thiago Mansur, a cabeça idealizadora da dupla de música eletrônica JetLag, chama a atenção não só pela performance nas pick-ups e pela agenda concorrida. Ele desperta a curiosidade alheia toda vez que descobrem que é evangélico e abstêmio.

"Mas pode ser da igreja e trabalhar na noite?" é a pergunta que Thiago mais costuma ouvir. O DJ garante que não há contradição alguma nisso. "Me considero cristão liberal e minha fé em Deus é inabalável", afirma. "Sei que estou em ambientes que tem consumo de drogas e álcool, mas estou ali para fazer meu trabalho e tento tocar o coração das pessoas com minhas músicas."

Criado em uma família evangélica, Thiago se interessou pela música na adolescência e foi ser baterista na banda da igreja. O desejo de ser DJ surgiu quando ele se tornou modelo. Thiago prestava atenção nas trilhas sonoras dos desfiles e, com o tempo, começou a fazer sugestões de músicas para os estilistas para quem trabalhava. "Calvin Klein e Donna Karan foram os primeiros a me darem uma oportunidade como DJ e produtor musical", lembra.

Com o tempo, as marcas que o chamavam para desfilar também o convidavam para fazer a trilha e tocar nas festas pós-desfiles. "Mulher faz sucesso na moda, mas homem tem vida útil menor. Queria migrar para uma profissão mais definitiva."

Após estudar muito e usar sua rede de contatos, Thiago conquistou a chance de tocar em baladas, como a Bangalô 8 e a Pink Elephant, e em eventos que não estavam ligados ao mundo da moda. "Cansei de tocar em festas em que não era a atração principal. Tive que aprender a ser o cara do warm-up e criar um bom ambiente para a atração principal", recorda.

Em pouco tempo, Thiago já tinha o trabalho como DJ reconhecido e tocava em casas noturnas de São Paulo, Nova York e Milão. Quando voltou a morar em definitivo no Brasil, em 2013, convidou o amigo Paulo Velloso para compor o JetLag. O sucesso da banda de música eletrônica ocorreu primeiro no exterior, com a música "Your Love", que tinha Katherine Ellis nos vocais e ficou entre as cinco mais tocadas no mundo segundo o portal de música eletrônica BeatPort.

JetLag chegou aos grandes festivais, como o Lollapalooza - Ricardo Matsukawa/UOL
JetLag chegou aos grandes festivais, como o Lollapalooza
Imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Depois, eles fizeram uma parceria com o DJ Chuckie que originou o hit "Honk". O som foi tocado por David Guetta e Tiesto, o que fez o JetLag ser convidado para se apresentar no Tomorrowland, prestigiado festival de música eletrônica que acontece todo ano na Bélgica.

No Brasil, o JetLag estourou com o remix da música "Oração" e se consolidou com a versão eletrônica de "Trem-Bala". "Havia uma demanda de música eletrônica com vocal em português e surgimos para suprir essa carência", analisa Thiago. "Prova disso é que nossas canções autorais, como 'Brisa' e 'Agradecer', foram super bem aceitas.

Hoje, o JetLag é escalado para eventos como o Lollapalooza e o Villa Mix Festival, onde tem o mesmo peso que artistas de outros gêneros musicais. "Quando a gente divide o palco com cantores sertanejos, por exemplo, isso significa que deixamos de ser uma banda de nicho. Não agradamos mais só que quem curte eletrônico. Falamos com geral, diz.

Recentemente, o JetLag lançou uma versão de "Zé do Caroço" com Anitta e se prepara para lançar uma música com Di Ferrero, em março. "O Jetlag virou artista pop. Não somos mais só uma dupla de DJs."