Topo

Catástrofes custaram US$ 186 bi em 2012; furacão Sandy foi a mais cara

Em Zurique

2013-03-27T10:31:37

27/03/2013 10h31

 As catástrofes naturais e as provocadas pelos humanos no mundo custaram US$ 186 bilhões em 2012 (cerca de R$ 376,5 bilhões), segundo um estudo publicado nesta quarta-feira (27) pela companhia de seguros suíça Swiss Re.

As perdas que as seguradoras terão de pagar chegaram a US$ 77 bilhões (aproximadamente R$ 156 bilhões), fazendo de 2012 o terceiro ano mais caro na história dos seguros, indicou comunicado do grupo suíço.

O total é, no entanto, inferior ao de 2011, marcado por um número recorde de terremotos e também pelo tsunami que devastou a costa do Japão. Em 2011, as perdas seguradas foram de US$ 126 bilhões (quase R$ 255 bilhões), explica o estudo da Swiss Re.

Em 2012 ocorreram grandes catástrofes naturais, sobretudo nos Estados Unidos, onde foram registrados nove dos dez incidentes mais caros do ano. A fatura total no país foi de US$ 65 bilhões (R$ 131 bilhões) em perdas seguradas. 

O furacão Sandy foi a catástrofe mais cara, tanto em termos econômicos - que foram de US$ 70 bilhões (cerca de R$ 141 bilhões), acima do valor perdido com o furacão Katrina, em 2005 - como em custo para as seguradoras, de US$ 35 bilhões (aproximadamente R$ 70,5 bilhões).

A Itália também viveu no ano passado vários terremotos que provocaram mais de US$ 1,6 bilhão de perdas seguradas (cerca de R$ 3,2 bilhões), o nível mais alto registrado no país europeu.

Mais Meio Ambiente