Topo

Europa proíbe pesticidas mortais para abelhas a partir de dezembro

Em Bruxelas

2013-05-24T10:16:38

24/05/2013 10h16

A CE (Comissão Europeia) confirmou nesta sexta-feira (24) a decisão de proibir durante dois anos o uso de três pesticidas mortais para as abelhas, comercializados pelas empresas alemã Bayer e suíça Sygenta.

A proibição vai entrar em vigor em 1º de dezembro - e não mais em julho - e está baseada em um relatório da agência europeia responsável pela segurança alimentar, a EFSA.

A medida envolve três pesticidas da família dos neonicotinoides comercializados na Europa pela Bayer e pela Syngenta: clotianidina, tiametoxam e imidaclopride.

"As restrições entrarão em vigor em 1º de dezembro de 2013 e serão reexaminadas em dois anos", afirma comunicado da Comissão.

Segundo o relatório, os pesticidas provocam a paralisia ou morte das abelhas. Há muitos anos a comunidade científica alerta sobre a morte de milhões de abelhas, consideradas vitais para manter o ecossistema e o desenvolvimento da agricultura europeia, ao favorecer a polinização.

Mais Meio Ambiente