Topo

Japão encerra temporada de caça às baleias com menor taxa de captura em 26 anos

Em Tóquio

2013-04-05T10:30:38

05/04/2013 10h30

O Japão encerrou a temporada de caça de baleias no oceano Antártico com o menor índice histórico de capturas desde 1987, anunciou nesta sexta-feira (5) o ministro japonês da Agricultura e Pesca, Yoshimasa Hayashi, que atribui este resultado às ações das ONGs contra a caça às baleias.

LEIA MAIS

  • ONG denuncia ataque de baleeiro japonês; Japão contesta e divulga vídeo em que é atacado

O ano de 1987 corresponde à primeira temporada de caça de baleias realizada pelo Japão com fins científicos e, desde então, nunca o arquipélago havia matado tão poucos cetáceos.

De acordo com Hayashi, 103 baleias rorquais foram capturadas, menos da metade em comparação com o ano passado. O Japão havia estabelecido uma quota para este ano de mais de 1.000 rorquais pequenas ou rorquais regulares.

Já a ONG Sea Shepherd disse que 75 animais foram capturados durante a temporada de 48 dias entre novembro e março.

Segundo o ministro, citado pela agência Kyodo, a "Sea Shepherd cometeu uma sabotagem imperdoável", referindo-se a uma colisão entre um baleeiro japonês e uma embarcação ecologista.

"Buscaremos o apoio de outros países para realizar esta caça científica de maneira mais estável", declarou Hayashi, um firme partidário deste tipo de pesca.

No fim de fevereiro, o ministro já havia afirmado à AFP que o Japão não tinha a intenção de deter esta pesca "que faz parte da cultura japonesa".

"É uma longa tradição histórica. Nunca dissemos que todo o mundo deveria comer baleia. Temos esta cultura, e vocês não", havia explicado o ministro.

Mais Meio Ambiente