Topo

Atriz Brigitte Bardot pede que Tailândia acabe com tráfico de cães

Do UOL, em São Paulo

2013-04-18T10:22:54

18/04/2013 10h22

A ex-estrela do cinema francês Brigitte Bardot pediu à primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, que proíba o tráfico ilegal de cachorros, que são abatidos em matadouros clandestinos por causa da carne e do pêlo.

Em carta publicada por sua Fundação, Bardot afirma que Tha Rae, no Nordeste da Tailândia, é a sede de "um imundo tráfico, onde os cachorros são abatidos em matadouros para serem comidos ou terem seu pêlo vendido".

"Os cachorros são capturados selvagemente ou roubados de seus donos", denunciou a carta da atriz francesa.

Ela afirma que "cem mil cachorros são abatidos todos os anos na Tailândia; e outros tantos são exportados vivos, de forma ilegal, para serem brutalmente abatidos e consumidos no Vietnã".

Defensora dos animais

Desde que se aposentou aos 39 anos, a atriz dedica sua vida à defesa dos animais. Em janeiro deste ano, Bardot ameaçou deixar a França e pedir a nacionalidade russa caso o governo aplicasse eutanásia a dois elefantes que estavam no zoológico Tête d'Or, em Lyon, no Sudeste do país.

A estrela do cinema francês chegou a enviar carta aberta ao presidente francês, François Hollande, garantindo que sua fundação tinha condições de tratar e cuidar dos elefantes doentes sem matá-los.

As autoridades francesas alegaram à época que a execução era necessária para evitar uma propagação de tuberculose na região, doença altamente infecciosa, que colocava em risco os visitantes e os animais do zoológico.

Mas, graças à interferência de Bardot, os animais Baby e Nepal deixaram o corredor da morte em fevereiro e vão receber abrigo da princesa Stephanie, de Mônaco. Segundo o jornal britânico The Telegraph, a data ainda não está definida, mas a dupla deverá ficar em uma propriedade particular nos Alpes Marítimos, na fronteira com a Itália. (Com informações da AFP)

Mais Meio Ambiente