Topo

Medida anula licenças da Petrobras e para obras do Comperj no Rio

Do UOL, em São Paulo

2013-05-15T11:01:01

15/05/2013 11h01

A Petrobras informou que foi intimida com uma sentença que anula as licenças ambientais para a construção do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro). Segundo nota da empresa, que foi divulgada no fim da noite desta terça-feira (14), a medida implica na parada total das obras do complexo.

Em curto comunicado, a Petrobras não detalhou a origem da sentença que conduziu à paralisação, apenas informou que "está avaliando as medidas cabíveis" para lidar com a suspensão das obras do complexo.

O Comperj está sendo construído no município de Itaboraí, na região Metropolitana do Rio de Janeiro,  em uma área de 45 km² (que equivale a 10,5% da área da cidade fluminense).

O empreendimento é um complexo industrial que vai produzir na mesma área derivados de petróleo e produtos petroquímicos de primeira e segunda geração. A capacidade prevista de refino deve ser em torno de 165 mil barris por dia de óleo pesado nacional na primeira unidade de refino e 165 mil barris por dia de petróleo na segunda unidade para três ou quatro anos após a entrada em operação.

As obras começaram em maio de 2008, com o nivelamento do terreno para construção e montagem das instalações industriais - essa etapa foi concluída em  janeiro de 2011. Segundo o site da empresa, a previsão era que o complexo começasse a funcionar em 2015.

Mais Meio Ambiente