Topo

Mandioca pode se transformar no cultivo do século 21, diz ONU

De Roma

2013-05-28T10:43:30

28/05/2013 10h43

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, conhecida pela sigla FAO, disse que a mandioca é um tubérculo com "grande potencial" e pode se transformar no principal cultivo do século 21 se for realizado um modelo de agricultura sustentável que satisfaça o aumento da demanda.

O modelo de agricultura promovido pela FAO, chamado "economizar para crescer", pode aumentar de maneira sustentável os rendimentos gerados pelo cultivo da mandioca em 400%, afirmou nesta terça-feira (28) comunicado da organização, com sede em Roma.

Para a FAO, este objetivo pode ser alcançado por meio da melhoria da qualidade e saúde da terra, ao invés do uso intensivo de produtos químicos.  Da mandioca se obtém uma farinha de alta qualidade, que pode ser usada como substituta ao trigo.

Em lugar das monoculturas associadas normalmente aos sistemas agrícolas intensivos, o programa "economizar para crescer" estimula o cultivo misto, rotação de produção e o não uso de pesticidas químicos.

Segundo a organização, estas práticas deram resultados "espetaculares" em testes realizados no Vietnã, onde os camponeses aumentaram os rendimentos da mandioca em 400%.

Na Colômbia, a rotação do cultivo de mandioca com feijão e sorgo (tipo de cereal) impulsionou os rendimentos, o que não se tinha conseguido só com o uso de adubos minerais.

A FAO explicou que a produção mundial do tubérculo aumentou em 60% desde 2000 e se acelerará ainda mais na década atual.

Uma das razões que fomentam a demanda de mandioca é o elevado preço dos cereais, o que transforma o tubérculo em uma alternativa "atrativa" ao trigo e ao milho.

Mais Meio Ambiente