Topo

Zoológico dos EUA tenta acasalar rinocerontes irmãos para salvar espécie

Kerry Sheridan

Em Washington

2013-07-29T10:48:38

29/07/2013 10h48

 O zoológico de Cincinnati, no Estado norte-americano de Ohio, tenta fazer com que um casal de rinocerontes irmãos acasale, com o objetivo de evitar a extinção da espécie. O zoológico quer que Harapan, 6, acasale com a irmã, Suci, 9, nesta semana, informaram os tratadores.

O projeto gerou polêmica, pelo risco de que as crias tenham anomalias genéticas e o esperma seja de baixa qualidade, disse à AFP Terri Roth, diretora do Centro Lindner, dedicado à pesquisa sobre as espécies em extinção.

"É um tema difícil e não temos alternativa", disse à AFP.

Segundo especialistas, resta apenas uma centena de rinocerontes de Sumatra selvagens na Indonésia e Malásia, enquanto há dez espécies em cativeiro, das quais quatro possuem graus estreitos de parentesco.

Para Suci, os únicos candidatos possíveis são seus parentes, já que as técnicas de inseminação artificial nunca deram resultado em rinocerontes.

"A não ser que a Indonésia capture mais animais e um macho sem laços sanguíneos esteja disponível para nós, não teremos a diversidade genética de que precisamos", explicou Terri.

Segundo especialistas, as fêmeas de rinoceronte precisam usar seus órgãos reprodutores para evitar tumores que causem infertilidade.

"As fêmeas que não se reproduzem têm tendência a perder a capacidade de reprodução. É usá-la ou perdê-la", explicou a diretora da Fundação Internacional de Rinocerontes (International Rhino Foundation), Susie Ellis.

Mais Meio Ambiente